Anchieta vai cadastrar trabalhadores culturais O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, sancionou no dia 20 de julho a Lei Municipal nº 1.433/2020, que cria o Sistema, Fundo e Conselho Municipal de Cultura. A nova legislação será importante para permitir maior transparência e agilidade no trato do dinheiro público no que diz respeito especificamente no aprimoramento da gestão cultural. De acordo com a titular da Gerência de Patrimônio Histórico e Cultura, Janaína Carletti, diante da nova lei surgiu a necessidade de criar o Cadastro de Trabalhadores Culturais que, além de fornecer um mapeamento dos agentes culturais da cidade, permitirá ter um levantamento para organizar políticas públicas dentro de dados e necessidades consistentes. São considerado trabalhadores culturais artistas, produtores, técnicos, especialistas, gestores, oficineiros e todos os outros profissionais que atuam na cadeia cultural e ainda os espaços, agrupamentos, movimentos culturais, entre outros. “Aliados a isso, surgiu a demanda da Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc (nº 14017/2020) que nos trouxe incontáveis demandas. E esse cadastro será aliado na execução com mais propriedade da referida lei”, explica Carletti. Segundo a gerente, o mapeamento cultural vinha sendo planejado como ferramenta capaz de transformar em dados tangíveis o mercado cultural local. A ideia é atingir todos os trabalhadores que movimentam  a cultura no município. “A pandemia tornou essa ação ainda mais urgente, tendo em vista que a cultura é um dos setores mais afetados pela quarentena, levando ao fechamento de espaços culturais e suspensão de eventos, aulas e demais atividades do setor. Por conta disso, o formulário do cadastro, possui perguntas que se referem a esse período para uma análise mais atenta e com dados sobre como este momento realmente está afetando o setor cultural”, disse. INFORMAÇÕES: (28) 3536-2467 (CASA DA CULTURA) (28) 3536-0963 (CEU DAS ARTES)  | e-mail: culturalanchieta2@gmail.com CADASTRO E EDITAL COMPLETO: www.anchieta.es.gov.br