CLIQUE AQUI PARA LER O JORNAL
PIÚMA Hotéis PIÚMA PALACE HOTEL PIÚMA PRAIA HOTEL POLONINI Pousadas DOM MANUEL ITAPUTANGA POLONINI VEREDAS Imóveis para Temporada ATLÂNTICO RESIDENCIAL EDIFÍCIO FERREIRA EDIFÍCIO PIÚMA EDIFÍCIO SAN JOÃO POLONINI NOTA 10 POLONINI 1° POLONINI II CLASSIFICADOS DO LITORAL Vendo confortável duplex na praia do Monte Aghá. Clique aqui. Corretores de Imóveis ATALIBA KÁTIA NELSON PEDRO PAULO REGINA IRIRI ÁREA E LOTES À VENDA EM IRIRI Hotéis - Pousadas - Campings - Casas e aptos. para temporada CLIQUE AQUI e confira mais de 100 opções de hospedagem no Balneário de Iriri CASTELHANOS Hotéis - Pousadas HOTEL CASTELHANOS Imóveis para temporada APARTAMENTOS DA DONA CLEUZA CASA DA HELENA EDIFÍCIO pe. LIBÉRIO EDIFÍCIO TONANI
Onde comer bem
Piúma
Iriri
Castelhanos - Ubú
Piúma,
terça-feira, 26 de janeiro de 2021
SITES MODERNOS E DE ALTA QUALIDADE beegrupo.com.br
FAÇA CONTATO!
Rodrigo Vilela - diretor presidente da Samarco
Samarco retoma operações em Anchieta A Samarco deu início no dia 23 de dezembro à produção de pelotas de minério de ferro em sua usina de pelotização em Ubu(Anchieta). A produção das primeiras pelotas marca o reinício das operações da Samarco, por meio das atividades integradas nos Complexos de Germano (MG) e Ubu (ES). Conforme o impacto material nas operações da Samarco detalhado na Licença Operacional Corretiva (“LOC"), espera-se atualmente que a capacidade de produção inicial por meio de um concentrador seja de cerca de 7-8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, o que representa cerca de 26% de sua capacidade produtiva total.  Para o reinício gradual da produção, a empresa reativou um dos seus três concentradores, no Complexo de Germano, e a usina de pelotização 4, no Complexo de Ubu. Em outubro e novembro de 2020, foram realizados os comissionamentos a frio e a quente das estruturas, que são testes que verificam o funcionamento elétrico- mecânico dos equipamentos necessários para garantir a segurança das operações.  “Tomamos a decisão de retornar de uma forma gradual, com muita segurança e usando novas tecnologias. Este momento reflete o compromisso da empresa com o reinício sustentável, a segurança operacional, o meio ambiente e o relacionamento com as comunidades. Estamos comprometidos com uma mineração moderna, segura e sustentável”, destacou o diretor-presidente da Samarco, Rodrigo Vilela.  O cumprimento de todas as análises, estudos e ações necessários aos processos de licenciamento ambiental foram determinantes para o reinício das atividades da Samarco. A empresa obteve, em outubro de 2019, a Licença de Operação Corretiva (LOC) aprovada pela Câmara de Atividades Minerárias (CMI), do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam). Entretanto, optou por reiniciar suas operações somente após a implementação do novo sistema e processos de disposição de rejeitos, que inclui a Cava Alegria Sul e a planta de filtragem de rejeitos para empilhamento a seco.  Novos processos Para a operação do primeiro concentrador, espera-se que o sistema de filtragem de rejeitos em funcionamento permita que cerca de 80% do total de rejeitos sejam empilhados a seco na Cava Alegria do Sul após o beneficiamento. Os 20% de resíduos remanescentes, compostos por água e finos de minério, serão levados para a Cava Alegria Sul, um espaço confinado em uma estrutura de formação natural rochosa que aumenta a segurança. No sistema de filtragem de rejeitos, espera-se que toda a água extraída seja reutilizada nas operações, reforçando as práticas de sustentabilidade inovadoras dos processos da Samarco.   Comprometida com a segurança de suas estruturas geotécnicas, a Samarco conta com o Centro de Monitoramento e Inspeção (CMI), que atua em tempo real, 24 horas por dia, sete dias por semana. Olhar no futuro A empresa diz esperar que as mudanças nos critérios ambientais e regulatórios que afetaram o setor de mineração no Brasil durante o ano de 2019 influenciem significativamente os pressupostos relativos à mineração e à disposição de rejeitos que respaldaram o plano de negócios divulgado pela Samarco em janeiro de 2019.  A expectativa é que o segundo concentrador possa ser reiniciado em aproximadamente 6 anos para atingir um ritmo de produção de aproximadamente 14-16 Mtpa, e que o reinício do terceiro concentrador ocorra em cerca de 9 anos, alcançando uma escala de produção de cerca de 22-24 Mtpa. A aceleração da produção de pelotas de minério de ferro da Samarco estará sujeita à obtenção dos recursos e das licenças ambientais e outras licenças necessárias e à aprovação dos acionistas. Atualização da logomarca Como parte do processo de aprendizagem e de reinício operacional, a Samarco atualizou sua logomarca. A antiga, de 1992, foi substituída por uma versão mais moderna e representativa.  A nova identidade e o slogan “Aprender para evoluir e transformar” traduzem o momento atual da empresa, pautado pelas lições aprendidas, pela evolução e por mudanças necessárias para reconstruir as relações de confiança. A substituição das aplicações da logomarca em uniformes, placas e outros equipamentos ocorrerá de forma gradual. A Samarco A Samarco é uma empresa de capital fechado, uma joint venture de propriedade da Vale e da BHP Billiton Brasil Ltda. Com sede em Belo Horizonte (MG), é um empreendimento integrado, com duas unidades operacionais: o Complexo de Germano, em Mariana (MG), que contempla as minas e as plantas de beneficiamento de minério de ferro, e o Complexo de Ubu, em Anchieta (ES), onde estão as usinas de pelotização e o terminal portuário.   
PIÚMA Hotéis PIÚMA PALACE HOTEL PIÚMA PRAIA HOTEL POLONINI Pousadas DOM MANUEL ITAPUTANGA POLONINI VEREDAS Imóveis para Temporada ATLÂNTICO RESIDENCIAL EDIFÍCIO FERREIRA EDIFÍCIO PIÚMA EDIFÍCIO SAN JOÃO POLONINI NOTA 10 POLONINI 1° POLONINI II CLASSIFICADOS DO LITORAL Vendo confortável duplex na praia do Monte Aghá. Clique aqui. Corretores de Imóveis ATALIBA KÁTIA NELSON PEDRO PAULO REGINA IRIRI ÁREA E LOTES À VENDA EM IRIRI Hotéis - Pousadas - Campings - Casas e aptos. para temporada CLIQUE AQUI e confira mais de 100 opções de hospedagem no Balneário de Iriri CASTELHANOS Hotéis - Pousadas HOTEL CASTELHANOS Imóveis para temporada APARTAMENTOS DA DONA CLEUZA CASA DA HELENA EDIFÍCIO pe. LIBÉRIO EDIFÍCIO TONANI
Onde comer bem
Piúma
Iriri
Castelhanos - Ubú
Piúma,
terça-feira, 26 de janeiro de 2021
SITES MODERNOS E DE ALTA QUALIDADE beegrupo.com.br
FAÇA CONTATO!
Rodrigo Vilela - diretor presidente da Samarco
Samarco retoma operações em Anchieta A Samarco deu início no dia 23 de dezembro à produção de pelotas de minério de ferro em sua usina de pelotização em Ubu(Anchieta). A produção das primeiras pelotas marca o reinício das operações da Samarco, por meio das atividades integradas nos Complexos de Germano (MG) e Ubu (ES). Conforme o impacto material nas operações da Samarco detalhado na Licença Operacional Corretiva (“LOC"), espera-se atualmente que a capacidade de produção inicial por meio de um concentrador seja de cerca de 7-8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, o que representa cerca de 26% de sua capacidade produtiva total.  Para o reinício gradual da produção, a empresa reativou um dos seus três concentradores, no Complexo de Germano, e a usina de pelotização 4, no Complexo de Ubu. Em outubro e novembro de 2020, foram realizados os comissionamentos a frio e a quente das estruturas, que são testes que verificam o funcionamento elétrico- mecânico dos equipamentos necessários para garantir a segurança das operações.  “Tomamos a decisão de retornar de uma forma gradual, com muita segurança e usando novas tecnologias. Este momento reflete o compromisso da empresa com o reinício sustentável, a segurança operacional, o meio ambiente e o relacionamento com as comunidades. Estamos comprometidos com uma mineração moderna, segura e sustentável”, destacou o diretor-presidente da Samarco, Rodrigo Vilela.  O cumprimento de todas as análises, estudos e ações necessários aos processos de licenciamento ambiental foram determinantes para o reinício das atividades da Samarco. A empresa obteve, em outubro de 2019, a Licença de Operação Corretiva (LOC) aprovada pela Câmara de Atividades Minerárias (CMI), do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam). Entretanto, optou por reiniciar suas operações somente após a implementação do novo sistema e processos de disposição de rejeitos, que inclui a Cava Alegria Sul e a planta de filtragem de rejeitos para empilhamento a seco.  Novos processos Para a operação do primeiro concentrador, espera-se que o sistema de filtragem de rejeitos em funcionamento permita que cerca de 80% do total de rejeitos sejam empilhados a seco na Cava Alegria do Sul após o beneficiamento. Os 20% de resíduos remanescentes, compostos por água e finos de minério, serão levados para a Cava Alegria Sul, um espaço confinado em uma estrutura de formação natural rochosa que aumenta a segurança. No sistema de filtragem de rejeitos, espera-se que toda a água extraída seja reutilizada nas operações, reforçando as práticas de sustentabilidade inovadoras dos processos da Samarco.   Comprometida com a segurança de suas estruturas geotécnicas, a Samarco conta com o Centro de Monitoramento e Inspeção (CMI), que atua em tempo real, 24 horas por dia, sete dias por semana. Olhar no futuro A empresa diz esperar que as mudanças nos critérios ambientais e regulatórios que afetaram o setor de mineração no Brasil durante o ano de 2019 influenciem significativamente os pressupostos relativos à mineração e à disposição de rejeitos que respaldaram o plano de negócios divulgado pela Samarco em janeiro de 2019.  A expectativa é que o segundo concentrador possa ser reiniciado em aproximadamente 6 anos para atingir um ritmo de produção de aproximadamente 14-16 Mtpa, e que o reinício do terceiro concentrador ocorra em cerca de 9 anos, alcançando uma escala de produção de cerca de 22-24 Mtpa. A aceleração da produção de pelotas de minério de ferro da Samarco estará sujeita à obtenção dos recursos e das licenças ambientais e outras licenças necessárias e à aprovação dos acionistas. Atualização da logomarca Como parte do processo de aprendizagem e de reinício operacional, a Samarco atualizou sua logomarca. A antiga, de 1992, foi substituída por uma versão mais moderna e representativa.  A nova identidade e o slogan “Aprender para evoluir e transformar” traduzem o momento atual da empresa, pautado pelas lições aprendidas, pela evolução e por mudanças necessárias para reconstruir as relações de confiança. A substituição das aplicações da logomarca em uniformes, placas e outros equipamentos ocorrerá de forma gradual. A Samarco A Samarco é uma empresa de capital fechado, uma joint venture de propriedade da Vale e da BHP Billiton Brasil Ltda. Com sede em Belo Horizonte (MG), é um empreendimento integrado, com duas unidades operacionais: o Complexo de Germano, em Mariana (MG), que contempla as minas e as plantas de beneficiamento de minério de ferro, e o Complexo de Ubu, em Anchieta (ES), onde estão as usinas de pelotização e o terminal portuário.